Support Wikileaks

Se compreender é impossível, conhecer é necessário.
Primo Levi

“Do rio que tudo arrasta se
diz que é violento
Mas ninguém diz violentas as
margens que o comprimem” B.Brecht

"Politicians should read science fiction, not westerns and detective stories." - Arthur C. Clarke

Time is so old and love so brief
Love is pure gold and time a thief (Billie Holiday)

Ai que preguica! (Macunaima)

No creo en la eternidad de las peleas
Y en las recetas de la felicidad (John Drexler, Mercedes Sosa)

Na aula de hoje: Todo vice é um Kinder Ovo; vem com uma surpresa dentro.



quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Queen Extravaganze - This is the real life, not just fantasy.





Assinantes da lista do mais recente partido

D. Quitéria (D. Quita Campolargo): uma dama respeitada na sociedade antarense. Morreu de infarto
Dr. Cícero Branco: Advogado. Morreu de ataque do coração.
Professor Menandro: Pianista. Cortou os pulsos
João da Paz: Jovem idealista. Foi torturado na delegacia
Barcelona: Sapateiro anarquista. Morreu de neurisma.
Erotildes: prostituta morreu tísica.
Pudim de Cachaça: Bêbado. Foi envenenado pela mulher.

Fonte: Incidente em Antares - Érico Veríssimo

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Defensores de direitos humanos são ameaçados de morte há mais de dez anos em Goiás 26/09/2011 - 21h38

26/09/2011 - 21h38

Daniella Jinkings
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Há mais de dez anos, defensores de direitos humanos de Goiás sofrem ameaças de morte por integrantes de grupos de extermínio. Mas as ameaças foram intensificadas após a Operação Sexto Mandamento da Polícia Federal (PF) que desarticulou uma organização criminosa composta por policiais militares em fevereiro. Para avaliar a situação do estado e cobrar providências do governo estadual, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados fez hoje (26) uma audiência pública.

Leia mais aqui:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-09-26/defensores-de-direitos-humanos-sao-ameacados-de-morte-ha-mais-de-dez-anos-em-goias

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Debtocracia e penduricalhos



foto: Kostas Tsironis/AP

Acompanhando a situação grega, italiana e o chifre da África.

As fotos da seca na Etiópia, na Eritréia, evocam melancólica memória das matérias publicadas na Revista Realidade.

A criança mergulhada no vermelho de seu sangue inocente, no oriente médio, acende o spot da memória sobre a foto da menina vietnamita correndo para escapar do inescapável: o efeito do agente laranja sobre sua pele.

O tempo, desesperançoso, estacionou numa encruzilhada desleal.

Mas, mas, não sem espanto ouço que arquimilionários europeus pedem para serem mais taxados pelo fisco.

Mudança de paradigma?

Será que perceberam que caixão de defunto não tem gavetas?

L´Oréal, Ferrari, não são nomes quaisquer. Eles querem seus PENDURICALHOS de ouro diamantes, ações, aviões, mansões TAXADOS!!!!

Enquanto isso, em Pindorama, manobras são feitas para agregar PENDURICALHOS aos salários.

Como Alecto - sob o poder da música - libera os laços que condenam os homens à morte, Justiça seja feita: que a Própria tire a venda dos olhos, jogue a espada fora e levante-se não como um Golém sem rumo, mas como uma mulher indignada no mais profundo do seu ser.

Infelizmente, quando se fala no gênero feminino, na cultura latina os homens logo imaginam ela tirando o soutien... As mulheres inteligentes e capazes ainda terão que lutar muito por aqui para não serem boicotadas.



foto: http://news.3yen.com/2008-11-06/fair-and-balanced-boobs/

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Amy Winehouse & Tony Bennett - Duets II



Album: Duets II
participação nas faixas:

1. The Lady Is A Tramp (with Lady Gaga)
2. One For My Baby (And One More For The Road) (with John Mayer)
3. Body And Soul (with Amy Winehouse)
4. Don’t Get Around Much Anymore (with Michael Bublé)
5. Blue Velvet (with k.d. lang)
6. How Do You Keep The Music Playing (with Aretha Franklin)
7. The Girl I Love (with Sheryl Crow);
8. On The Sunny Side of the Street (Willie Nelson) - Muito Bom!!!!
9. Who Can I Turn To (When Nobody Needs Me) (with Queen Latifah)
10. Speak Low (with Norah Jones)
11. This Is All I Ask (with Josh Groban)
12. Watch What Happens (with Natalie Cole)
13. Stranger In Paradise (with Andrea Bocelli)
14. The Way You Look Tonight (with Faith Hill)
15. Yesterday I Heard The Rain (with Alejandro Sanz)
16. It Had To Be You (with Carrie Underwood)
17. When Do The Bells Ring For Me (with Mariah Carey)

PHOEBE SNOW uma das mais belas vozes que ouvi lá nos anos 70...




Pouco conhecida por aqui, ouvi seu album Phoebe Snow no mesmo ano do lançamento em 1974.
Só hoje tive o desprazer de saber de sua morte em abril deste ano. Tudo bem sua voz permanecerá , sua sensibilidade permanecerá, acalmando as almas mais sensíveis, alegrando pessoas especiais como nós.
R.I.P.

domingo, 18 de setembro de 2011

Quando a tempestade constrói - Solvatten


Não, não falo da tempestade climática mas da Tempestade Cerebral, tão bem descrita no livro de Miguel Nicolelis, Muito Além de Nosso Eu.

Desenvolvido na Suécia, a Solvatten é uma "garrafa térmica" que torna a água potável quando exposta ao sol, segundo as orientações.




Taí, a equipe que desenvolveu o produto teve seus "brainstorms" , suas tempestades cerebrais que não destruiram nada, pelo contrário. Foi para o bem comum.

Os governos poderiam ter estoques desse troço em caso de calamidades que causem falta de água potável.

Como diz a música, Embrulhe seus problemas nos Sonhos - Wrap your problems in dreams de Harri Barris, e interpretadaa por Bing Crosby - não custa nada sonhar.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Carlo Pisacane. Não conhece? Conhece sim...

Pisacane (Napoli 1891 - Roma 1974) atuou em

I Soliti Ignoti



L´Armata Brancaleone





ambos dirigidos por Mario Monicelli. Atuou também sob a direção de Marcello Baldi, Roberto Rosselini, Vittorio de Sica e tutti quanti. Contracenou com Totó, Vittorio Gasman, Marcello Mastroiani, Ugo Togazzi e lógico, com Tina Pica, no filme

La Sceriffa de 1959







quarta-feira, 14 de setembro de 2011

R.I.P. Walter Bonatti





Não o conheci pessoalmente, só de ouvir, dos amigos, suas aventuras. Morava então numa pequena cidade no Val D´Aosta e nas noites de inverno ficavamos conversando - os amigos - sobre tantas coisas, música, barzelette, alpinismo ecc.

Se voce leitor tiver curiosidade em conhecer a região vai o link para um documentário, que não é de autoria de Bonatti, mas de Cristiano e Dimitri,dois alpinistas que, escalando pelo lado francês e descendo pelo italiano, contam dessa belíssima região que , no inverno chega a -45C° (abaixo dos 14 C° para mim era a mesma coisa, brrrrrrrrrr!)

Tina Pica

Acordei pensando que " a partir da hora em que o homem criou a ideia do Paraíso estava a liberada a destruição do planeta. "

Daí lembrei de Tina Pica, que, em um filme de e com Totó, numa situação dramáttica grita: L´Apocalisse! L´Apocalisse!

Quando lembrar o nome desse filme e achá-lo no youtube, insiro neste post.

Tina (Annunziata Pica) nasceu em Nápolis, 31 de março de 1884, onde veio a falecer, aos 84 anos.
Atuou na Companhia de Eduardo de Filippo e aos 50 anos estreou no cimena no filme O chapéu de três Pontas".
Trabalhou com Totó, Albert Sordi, Giulietta Masina, Ettore Scola, Vittorio de Sica e tantos outros.

Fermo con le Mani: Aula de sedução, por Tina Pica:



quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Marcha contra a corrupção - 7 de setembro de 2011

Hoje, em várias cidades do país acontece a Marcha contra a.....

Africâner - korrupsie
Albanês - korrupsionit
Alemão - Korruption
Árabe - فساد
Bielorrusso -карупцыя
Búlgaro - корупция
Catalão - corrupció
Chinês - 腐败
Coreano - 부패
Crioulo haitiano - koripsyon
Croata - korupcija
Dinamarquês - korruption
Eslovaco - korupcie
Esloveno -korupcija
Espanhol - corrupción
Estoniano - korruptsioon
Finlandês - korruptio
Francês - la corruption
Galego - corrupción
Galês -llygredd
Grego -διαφθορά
Hebraico - שחיתות
Hindi - दूषण
Holandês -corruptie
Hùngaro -a korrupció
Indonésio -korupsi
Inglês - corruption
Irlandês - éilliú
Islandês - spilling
Italiano - corruzione
Japonês - 汚職
PORTUGUÊS - CORRUPÇÃO
Russo - коррупция
Turco - rüşvet
Vietnamita - tham nhũng

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Béla Tarr - The Tourin Horse - "A torinói ló"







http://www.arte.tv/fr/content/tv/02__Universes/U3__Cine__Cinema/04-Dossiers/2011.01.25__Berlinale_202011/01__filmdujour/16.02__The_20Turin_20Horse/16.02__The_20Turin_20Horse/3717746.html


Curso livre de Latim

Lendo as notícias tive um surto:

Numa página leio que ganhamos uma merecida medalha de ouro no esporte.

Na outra, o ouro público roubado à luz do dia virou caixinha pro maître do restaurante.

De onde concluo:
Absque argento omnia vana.



In Taberna Quando Sumus
In taberna quando sumus
non curamus quit sit humus
sed ad ludum properamus
cui semper insudamus
Quid agatur in taberna
ubi nummus est pincerna
hoc est opus ut queratur
si quid loquar, audiatur

Quidam ludunt, quidam bibunt
quidam indiscrete vivunt
Sed in ludo qui morantur
ex his quidam denudantur
quidam ibi vestiuntur
quidam saccis induuntur
Ibi nullus ti met mortem
sed pro Baccho mittunt sortem

Primo pro nummata vini
ex hac bibunt libertini
semel bibunt pro captivis
post hec bibunt pro vivis
quater pro Christianis cunctis
quinquies pro fidelibus defunctis
sexies pro sororibus vanis
septies pro militibus silvanis

Octies pro fratribus perversis
nonies pro monachis dispersis
decies pro navigantibus
undecies pro discordantibus
duodecies pro penitentibus
tredecies pro iter agentibus
Tam pro papa quam pro rege
bibunt omnes sine lege

Parum sexcente nummate
Durant, cum immoderate
bibunt omnes sine meta
Quamvis bibant mente leta
sic nos rodunt omnes gentes
et sic erimus egentes
Qui nos rodunt confundantur
et cum iustis non scribantur
Io io io io io io io io io!



Quando Estamos na Taberna
Quando estamos na taberna
Não pensamos na morte
Corremos a jogar
O que nos faz sempre suar
O que se passa na taberna
Onde o dinheiro é hospedeiro
Podeis querer saber
Escutai pois o que eu digo

Uns jogam, uns bebem
Uns vivem licenciosamente
Mas dos que jogam
Uns ficam em pêlo
Uns ganham aqui suas roupas
Uns se vestem com sacos
Aqui ninguém teme a morte
Mas todos jogam por Baco

Primeiro ao mercador de vinho
É que bebem os libertinos
Uma vez aos prisioneiros
Depois bebem três vezes aos vivos
Quatro a todos os cristão
Cinco aos fiéis defuntos
Seis às irmãs perdidas
Sete aos guaradas florestais

Oito aos irmãos desgarrados
Nove aos monges errantes
Dez aos navegantes
Onze aos brigões
Doze aos penitentes
Treze aos viajantes
Tanto ao Papa quanto ao rei
Bebem todos sem lei

Seiscentas moedas não são suficientes
Se todos bebem imoderadamente
Sem freio
Bebam quanto for, o espírito alegre

Todo mundo nos denigre
E assim ficamos desprovidos
Que sejam confundidos os que nos difamam
E sejam seus nomes riscados do livro dos justos

Io io io io io io io io io!